Seguidores

domingo, 15 de setembro de 2013

ANJOS E ARCANJOS

 

Os Anjos são criaturas puramente espirituais dotados de inteligência e de vontade; às vezes aparecem na forma de homem, mulher, criança e geralmente são alados e imortais. Superam em perfeição todas as criaturas visíveis. Os anjos são uma extensão de Deus. Anjos e homens seguem caminhos paralelos de evolução. Enquanto que os homens evoluem para a Luz, os Anjos evoluem na Luz.

O crescimento e a evolução dos Anjos estão ligados a sua capacidade de atrair para si uma das virtudes divinas para posteriormente irradiá-la sob a forma de bênçãos. Sua missão é atuar dentro da Luz do Amor e sua evolução é medida pelo poder e pelo brilho de sua Luz.

Às veses aparecem na forma de homem, mulher, criança e geralmente são alados e imortais. Superam em perfeição todas as criaturas visíveis. Os anjos são uma extensão de Deus; Ele os criou para serem um elo especial entre nós e Ele, para nos assistir.

Eles ministram as necessidades da humanidade, magnetizando a luz para as auras dos homens, intensificando sentimentos de esperança, fé e caridade, honra, integridade, coragem, verdade, liberdade, misericórdia, justiça e todos os aspectos da mente de Deus. São mensageiros para consolar, proteger, guiar, fortalecer, ensinar, aconselhar, alertar.

As hostes angélicas abrangem um tipo de evolução diferente da humanidade, com a sua individualidade chamejante e a pureza de sua devoção à divindade e aos arcanjos sob cujo comando servem. A sua função é concentrar, acelerar e ampliar os atributos de Deus em prol da Sua criação. Existem anjos da cura, de proteção, do amor, consolo e compaixão, anjos que acompanham o nascimento e a morte, anjos do olho Onividente de Deus.







Existem tipos e ordens de anjos que realizam serviços específicos na hierarquia cósmica, tal como os serafins, os querubins e anjos, que atuam às vezes com os espíritos da natureza e os elementais da terra, água, fogo e ar. Os anjos existem desde o começo dos tempos e são citados em várias culturas:




- Judaísmo, de onde se originou os nomes dos 72 Anjos Cabalísticos;






- no Cristianismo, conforme 147 citações do Antigo Testamento e mais 152 citações do Novo testamento;






- no Hinduismo são chamados de Devas. Seu nome deriva da raiz sânscrita, que significa "brilhar", são os "seres brilhantes" ou "autoluminosos", descritos nas escrituras Védicas;





- no Islamismo, onde exista uma categorização hierárquica: Em primeiro lugar estão os quatro Tronos de Deus, com formas de leão, touro, águia e homem.

Em seqüência, vêm o querubim, e logo os quatro arcanjos:

.Jibril ou Jabra'il, o revelador, intermediário entre Deus e os profetas e constante auxiliador de Maomé;

.Mikal ou Mika'il, o provedor, citado apenas uma vez no Corão (2:98) e quem, segundo a tradição, ficou tão horrorizado com a visão do inferno quando este foi criado que jamais pôde falar de novo;

.Izrail, o anjo da morte, uma criatura espantosa de dimensões cósmicas, quatro mil asas e um corpo formado de tantos olhos e línguas quantas são as pessoas da Terra, que se posta com um pé no sétimo céu e outro no limite entre o paraíso e o inferno; e

.Israfil, o anjo do julgamento, aquele que tocará a trombeta no Juízo Final; tem um corpo cheio de pelos e feitos de inumeráveis línguas e bocas, quatro asas e uma estatura que vai desde o trono de Deus até o sétimo céu .

Por fim, os demais anjos.

Como uma classe à parte estão os djins, ou gênios, que possuem muitas características humanas, como a capacidade de se alimentar, propagar a espécie, e morrer, e cujo caráter é ambíguo.




- no Budismo; - no Zoroastrismo; e em quase todas as outras religiões.





OS TRÊS ARCANJOS MIGUEL, RAFAEL E GABRIEL:

Esses três arcanjos representam a alta hierarquia dos "Anjos-Chefes", o seleto grupo dos sete espíritos puros que atendem ao trono de Deus e são seus mensageiros dos decretos divinos aqui na Terra. Juntos, Miguel, Rafael e Gabriel simbolizam a fidelidade, o poder e a glória dos anjos.
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...