Seguidores

terça-feira, 5 de março de 2013

a grandeza vem quando você é realmente testado


"A grandeza vem não quando as coisas sempre vão bem para você, mas a grandeza vem quando você é realmente testado, quando você sofre alguns golpes, algumas decepções, quando a tristeza chega.
Porque apenas se você esteve nos mais profundos vales você poderá um dia saber o quão magnífico é se estar no topo da mais alta montanha."

Richard Milhous Nixon
— 

 *****************

O amor é a tua conexão para a Fonte e teu dom para o mundo.
É através do amor que tu expressas a tua divindade e partilhas a tua luz.


 **************


Que eu continue com vontade de viver, mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos, uma lição difícil de ser aprendida. Que eu permaneça com vontade de ter grandes amigos, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles vão indo embora de nossas vidas. Que eu re-alimente sempre a vontade de ajudar as pessoas, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes dever, sentir, entender ou utilizar essa a...Ver mais


**************


"Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande. As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela. Temos que nos bastar… Nos bastar sempre e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sen...Ver mais

O mesmo vento sopra a todos nós


 
 
O mesmo vento sopra a todos nós: o vento do desastre, o vento da oportunidade, o vento da mudança, o vento de cabeça pra baixo, quando está favorável e desfavorável. O mesmo vento sopra a todos nós, o vento da economia, o vento da sociedade, o vento da política.”

As mesmas circunstâncias acontecem para todos nós. Todos temos tristezas e desafios. Todos temos altos e baixos, e aqueles momentos onde mesmo com o melhor plano e muito esforço, as coisas não dão certo. Não é o que acontece que define a nossa qualidade de vida, mas sim o que escolhemos fazer quando descobrimos que, apesar de todo nosso trabalho para posicionar nossas velas, o vento mudou de direção.
Então repita pra você mesmo e complete a frase: “Não é o soprar dos ventos que determina o destino, mas a posição das velas."

Jim Rohn

Feliz é Você



Absurdos são os gestos
que esbarram nos lírios dos reencontros
e provocam a desarmonia das pétalas o ôco vácuo do nada
alterando o percurso de tantas estrelas iluminadas.

Feliz é você
que possui uma caixinha de segredos
e que só precisa a tampa tirar para sentir outra vez
as impressões dos tempos para que as saudades se
desintegrem nos brancos lençóis do seu interior
acendendo em paz as auras dos anjos acalmando seu
vulcão no conformismo de uma extinção necessária.

Triste sou eu
que tenho a mesma caixinha e não sei usar
que não encontro esconderijos seguros e só entendo da
vastidão do mar recebendo por demais quente no rosto
o saturado calor de um sol paralisado

eu que à noite ouço os gemidos da minha alma e não sei como consolar esse choro milenar choro espalhado pelos ventos das músicas notas que não canto mais na nossa parceria

choro posto nas neblinas das serras nos corredores dos supermercados divertidos na cumplicidade dos bosques
bem-te-vís nos lagos dos casamentos floridos
nas tentações dos chocolates em conchinhas
nas camas amarrotadas de desejos gêmeos
no violão e na flauta tímida de um bar

nas cascatas desdobrando águas pelas pedras nas mãos
que coloriram a cor dos seus pés nas praias cobrindo
de espuma nossos corpos blues nos ramos das árvores
gigantes nos incensos da yogga mais zen

nos cinzeiros repletos de cigarros perdoados
nas redes rendadas de sonhos nas infinitas viagens
abraçadas de tanto no beijo público e estampado no
estacionamento nas corujas de uma noite leve e amiga

nos elevadores que nos elevaram nas brincadeiras das nossas crianças imortais nas imagens que nos encantaram
nos sorrisos que embrulhamos para presente nas colunas
dos aeroportos nos portões de embarque
no pó de um tempo intemporal.


Feliz é você
que quando se distrai e lembra de mim abre a tampa de
uma caixinha de segredos e deixa que lá dentro as
lágrimas se entendam.

Feliz é você
que conhece as poções mágicas e explica com argumentos
cósmicos o porque de um adeus desenhado a giz
definindo por a mais b a sensata interrupção do nosso rio.

Triste sou eu
que não entendo de pensamentos e só escuto as palavras
de um coração atrevido que olho para as montanhas da nossa
divisão e sinto na cara metade o eco de um grito amordaçado
no precipício eu que provo na boca o gosto do seu beijo ausente
que tenho os olhos embaçados pelo turvo espanto nas pupilas dilatado.

Triste sou eu
que acordo todos os dias sem entender o tic sem tac das horas
sem você que congelei na memória a temperatura da sua
respiração que ouço da sua voz em tom amor
a docilidade perpetuada na minha audição eu que não sei
fazer contas mas que sinto diminuta a distância
entre nossos corações

eu que não percebo as intenções dos vampiros inconformados
que como gafanhotos ladrões invadem campos de girassóis
e engolem as sementes que escolhiam germinar


...e aí fico assim no abstrato espaço dessa lacuna
escrevendo um poema cheio de entrelinhas
absolutamente prescindível que nada deseja em troca
que nada quer dele mesmo e que escreve-se por si próprio

de qualquer maneira o poema vôa
e leva em suas asas o timbre do meu verso dispensável
peço que guarde-o na sua caixinha de segredos ele traduz as partículas fragmentadas do nosso tanto tatuagens de um
susto que se deitou perplexo na cratera mais profunda da lua desistente peço que guarde sim porque ainda percorrem nas veias dessas estrofes a paixão de sempre
o amor único que justifica todas as minhas lágrimas azuis


Direitos Autorais Reservados
Livro : Tanto Azul
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...