Seguidores

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Por que os anjos têm asas?

Por que os anjos têm asas?

Em Roma na Itália, dentro da Basílica de São Pedro no Vaticano, encontra-se o sarcófago de Julius Bassus. Construído em 359 d.C. o sarcófago contém o que dizer ser a primeira inscrição de anjos alados do Cristianismo.
Túmulo de Julius Bassus
Nos séculos seguintes, os anjos passaram a ser retratados sempre com asas. Mas por que as asas? Os textos bíblicos originais, raramente descrevem anjos com asas de pássaros. Alguns até possuem aparência de humano. Quando um anjo visitou Abraão, ele não tinha asas, era como qualquer humano. Mas Abraão o saudou. Mas como ele poderia saber? Ele tinha alguma qualidade sobrenatural que se fez perceber, que indicava que não se tratava simplesmente de um humano.


O conceito de anjo, como conhecemos, vendo diretamente da cultura greco-romana. Como Hermes e Íris descendo para transmitir mensagens e se passando por seres humanos. Com a mesma aparência dos homens, demonstrando benevolência. Em diversas outras culturas são descritos da mesma forma. Era necessário que houvesse algo para diferenciar eles de nós e dos Deuses. Então muito provavelmente as asas foram colocados para que se entendesse que estes seres podiam voar.
Nativos americanos falavam de povos das estrelas, Egípcios diziam que eram Deuses que desciam dos céus, todo possuíam seu jeito de descrever estes seres que voavam e desciam ao nosso Planeta. Apesar de a própria igreja demonstrar que os anjos podiam voar, através da aplicação das asas em suas imagens. Mas será que o conceito é cientificamente plausível?



Em 2009, um estudo da Universidade College de Londres comparou as ilustrações clássica de anjos alados aos pássaros. Enquanto nos pássaros as asas são laterais e distantes uma da outra, possuindo diferentes músculos que as fazem mexer pra cima e pra baixo. Nos anjos as asas ficam no meio das costas e muito próximas uma da outra. Ou seja, nas costas as asas apenas iriam abrir e fechar, mas não subir e descer. Fora que o anjos, tendo o nosso tamanho e peso, seriam pesados demais para voar. sem aerodinâmica e com muito peso, é totalmente impossível que um humanoide possa voar. Fora que os anjos sempre subiam ou desciam verticalmente. Não saiam voando por ai como o Super-Homem.
Em 1953, a Bell Aerosystems criou o cinto foguete, o precursor do Jet Pack, que é o mais atual e conhecido cinto foguete. Ele pode levantar uma pessoa verticalmente a até 2 Km de altura, voando a 20Km/h. Se imaginarmos que algo similar existia naqueles tempos, os humanos da época iriam imaginar que aqueles seres eram tipos de deuses.


Ezequiel falava sobre uma carruagem voadora. O Antigo testamento falava sobre uma Coluna de nuvem ao dia e uma de fogo à noite. Todas máquinas físicas que os anjos usavam.

O caso de Jacó em Gênesis, 28, é um clássico caso de visualização de um OVNI. Jacó adormece e sonha com anjos que subiam uma escada e esta escada vem do céu. O mais provável seria uma nave com um tipo de rampa, que é descrito como uma escada indo para o céu.

No Monte do Templo, na velha Jerusalém, houveram diversas passagens da Bíblia, como o de Isaac em Gênesis, 22. Deus pede a Abraão que sacrifique seu filho Isaac no Monte Moriá. Quando Abraão estava prestes a matar seu filho, um anjo o impede. O natural é dizer que Deus queria apenas colocar a fé de Abraão à prova, mas teoria sugere que a passagem tem outra interpretação. Uma vez que um Deus jamais iria pedir algo do tipo. É possível que um anjo caído ou um extraterrestre querendo o mal a Abraão e seu filho, passando-se por Deus, faz o pedido. O sacrifício humano sempre foi condenado pelo Cristianismo e pelo Deus-Criador.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

A VERDADE SOBRE OS ANJOS



por Vera Ghimel - veraghimel@oi.com.br

Sempre senti um carinho especial pelos anjos. Desde criança os imaginava com aquele jeitinho de criança feliz. Rostos redondos, asas muito brancas e olhar doce.

Com o passar do tempo, foram se tornando adultos junto comigo. No meu imaginário eram belos, fortes, com suas asas muito exuberantes. Perguntava-me porque estavam ali, embora não os visse realmente. Qual seria a sua verdadeira função? Com o tempo, essas belas manifestações ficariam catalogadas como rituais esotéricos. Como nas evocações dos devas, espíritos da natureza.

Nessa minha jornada, percebi que aos poucos, essa verdade também seria desvendada. O Renascimento desprogramava o nosso contrato de reencarne, nos autorizando a renegociar o nosso karma; a limpeza dos 21 dias retirava travas, a oração da integração nos libertava de todos os empecilhos auto-impostos para que não obtivéssemos as graças pedidas; a retirada de arquétipos, mais conhecida por alinhamento energético, transformava na UNIDADE os nossos fragmentos construídos em nossa atual vida. Faltava mais alguma coisa. Algo que mexesse com a nossa estrutura espiritual de nascimento. Como se fossemos direto à nossa matéria-prima, a Alma, ou à expressão dela em nós.

Foi com muita pesquisa que cheguei à informação dos 7 Anjos da Criação.

Nossa matéria-prima é feita da combinação desses 7 anjos. Por isso que se diz que o mundo foi feito em 6 dias e no último Deus descansou. Para cada um deles existe uma série de características específicas. Se na hora do nosso reencarne essas características estão fracas, isso se manifestará em nossa vida aqui na Terra.

Para exemplificar, usarei uma analogia comum. Faz de conta que temos 7 cozinheiras fazendo o mesmo bolo com a mesma receita e mesmo material. Com certeza, teremos 7 bolos diferentes. Um mais salgado, outro mais doce, um mais crescido, outro mais reduzido, e assim por diante.

Nós também somos feitos assim. Ao escolhermos nascer naquele determinado dia e hora, já estabelecemos como será a nossa “mistura”. Isso conclui as informações do meu recente texto - “Por que Deus não me atende?” - contido no site. É preciso mexer nessa estrutura.

Simultaneamente, cheguei às informações sobre os 12 arquétipos de base, que nos acompanham desde o nosso nascimento, com a mesma estrutura de força e influência dos 12 Anjos da Criação. Coincidência? São a mesma coisa? Isso eu não sei responder.

Estou fazendo as duas coisas: retirando os 12 arquétipos de base dos pacientes, colocando-os na UNIDADE, para que voltem para a personalidade já equilibrados ou neutralizados na UNIDADE, como queiram. E fazendo diariamente a invocação dos 12 Anjos da Criação.

Para melhor entendimento, descreverei a função de cada um deles:

O primeiro Anjo da Criação é o ARCANJO MIKHAEL, Anjo da Luz, invocado no domingo e que nos traz audácia, brilho, espírito de liderança, autenticidade, tenacidade. Define nosso modo de ser e como percebemos a vida.

O da segunda-feira é o ARCANJO GABRIEL, Anjo dos Portais que nos traz predisposições subconscientes (vida espiritual e magia) e reações ao meio (equilíbrio do masculino/feminino - energia sexual).

O da terça-feira, o ARCANJO SHAMAEL, é o Anjo da Justiça, trazendo a defesa das idéias, o desejo da auto-afirmação, a briga pelo próprio espaço, a coragem, a audácia e a iniciativa, a intuição e o poder emocional, o controle das paixões, a confiabilidade e o espírito de luta; em resumo, a expressão dos desejos e vontades e como a pessoa se afirma na vida.

O da quarta-feira, o ARCANJO RAPHAEL, é o Anjo do Equilíbrio, nos trazendo a defesa da liberdade, da igualdade e da ecologia, o raciocínio profundo, os estudos, a lógica, a comunicação e a abertura da mente, a afabilidade e o anti-racismo, a busca do Conhecimento Universal, a capacidade de avaliação profunda, a aceitação dos outros com seus modos de ser e de viver, a clareza mental e a concentração, os relacionamentos livres sem o domínio da subserviência. Em resumo, traz direção de pensamento e do modo de se comunicar.

O anjo da quinta-feira, o ARCANJO TZADKIEL, é o Anjo da Abundância, nos trazendo o desenvolvimento de uma filosofia de vida, pautando-se por ela, o sentido da moral e da ética, o equilíbrio da força, do otimismo, o comedimento em todos os sentidos, o fluir dos aspectos da generosidade, que trata da distribuição dos valores, sem restrição; o justo juízo que leva o poder de harmonizar forças opostas, a visão da UNIDADE e de que nada existe em separado. Em resumo, nos influencia no modo de nos desenvolvermos e de termos confiança na vida.

O anjo da sexta-feira, O ANJO HANNIEL, O Anjo da Harmonia, nos traz conforto, graça, sonhos, beleza, habilidades manuais, simpatia, relacionamentos amorosos, sentimentos, idealismo, imparcialidade, tato. Em resumo, a expressão da afeição, da auto-estima e da dedicação.

O Anjo do sábado, ARCANJO ORIFIEL, O Anjo da Guarda, nos traz a organização, o cumprimento das leis, o servir, o conhecimento dos limites, a calma, a sabedoria, o autocontrole, a cautela, a prestatividade e a espontaneidade. Em resumo, como a pessoa procura se estabelecer e se preservar através dos tempos.

Comecei as invocações no último domingo, aproveitando minha ida para a fazenda, em Uberlândia (a mesma que resultou no texto “A Terra Prometida”). Observei que a cada dia surgia uma situação semelhante ao que o anjo trazia. No domingo, com Mikhael comecei a observar os acontecimentos referentes a esse anjo. Na segunda, com o Arcanjo Gabriel, sonhei muito com situações de conjugalidade. Terça, dia do Shamael, da justiça, me ligaram pedindo socorro para um homem que está no corredor da morte, no Texas, há 19 anos, aguardando a injeção letal. O caso foi para a Suprema Corte Americana para ser revisto. Um caso típico de injustiça por ele ser negro. Ele é inocente.

Na quarta, com Raphael invocado, me telefonaram solicitando ajudar um menino de 5 anos, internado com câncer. Quinta, pela influência do Arcanjo Tzadkiel, da abundância, a empregada de minha mãe, contando-me sobre um acontecimento pessoal, me sensibilizou para que eu lhe desse o dinheiro que faltava para que seu filho cego, juntamente com esposa e filho, pudessem alugar uma casinha no interior do estado. Na sexta-feira invoquei o Hanniel e tive muitos contados de puro afeto.

Assim, percebi que as respostas estavam ali a cada invocação (invocar - pedir a interferência, evocar - pedir a presença); o que eu estava trazendo para mim estava tendo sua projeção para fora. Não era coincidência. O que “Somos” se projeta para fora e eu, com a invocação diária, estou “Modificando” a minha essência, a tal “composição do bolo”. As situações se aproximam como numa resposta ao que está sendo feito.

Na imagem que ilustra este texto, estou de costas numa roda, onde foi fotografado o final das invocações. O resultado foi essa quantidade de energia, num local de pouca iluminação. As invocações para cada anjo, se encontram no meu texto do Clube STUM.

Estas informações sobre os Arcanjos pertencem ao trabalho de Cabala Pessoal do Centro de Estudos Mahatma. Com agradecimentos ao editor deste Centro,Vicentine, que permitiu a publicação. Para mais informações sobre Cabala Pessoal visite o site
http://centromahatma.cabal

DEZ PASSOS PARA FAZER ESCOLHAS E TOMAR DECISÕES COM A AJUDA DOS ANJOS - Doreen Virtue


Devo mudar? Sair do meu emprego? Deixar o meu relacionamento? Estas são perguntas que me são feitas frequentemente no meu programa de rádio e em meus workshops. E isto não me admira, pois estamos todos em um momento de grande mudança global e pessoal.

Os Anjos dizem que a chave para desfrutar destas mudanças é permanecer flexível e manter o seu senso de humor. É também útil saber que você não está sozinho e que muitas pessoas estão tendo experiências semelhantes.

As mudanças podem parecer assustadoras por causa da insegurança de fatores futuros desconhecidos (“Estarei seguro financeiramente?” “Ficarei sozinho?” “Esta mudança me deixará mais feliz?”

Os Anjos podem ajudar porque, a partir de sua perspectiva elevada, eles podem ver os fatores e tornar conhecidas as variáveis para vocês. Os Anjos não tomarão a decisão por vocês, por respeito ao seu livre arbítrio. Entretanto, eles funcionarão como assessores de confiança para ajudá-los a ver e a considerar as suas várias opções.

Para tomar decisões com a ajuda dos Anjos:

1 – Mantenham a intenção de se conectarem com o seu anjo da guarda para ajuda e orientação sobre as decisões que vocês estão tentando tomar. Seus Anjos já estão com vocês e definitivamente eles os ouvem e estão preparados para ajudá-los, e ao manterem esta intenção, vocês lhes estão dando a permissão de intervir.

2 – Criem um espaço tranqüilo, ainda que seja apenas fechando os seus olhos e respirando profundamente. Nos momentos em que estejam quase adormecendo ou despertando. No banheiro. Em uma caminhada. Ou ao ar livre, na natureza. O objetivo é estar em um local onde possam ouvir mais facilmente os anjos.

3 – Pensem silenciosamente nesta pergunta aos Anjos: “Que mudanças vocês gostariam de me ver fazer em minha vida?

4 – Observem os sentimentos e os pensamentos que chegam em resposta a esta pergunta.

5 – Peçam silenciosamente aos Anjos para que ajudem em qualquer área específica da sua vida que vocês estejam pensando em mudar. Abram o seu coração para os anjos, dizendo-lhes sobre todos os seus sentimentos.

6 – Observem os sentimentos e pensamentos que cheguem até vocês.

7 – Não se preocupem sobre “como” os seus pedidos serão atendidos. A mente infinita divina tem soluções e milagres disponíveis abundantemente. A preocupação nunca ajuda, mas a prece, sim.

8 – Vocês obterão idéias e sentimentos sobre a tomada de ação. Esta é a orientação divina em resposta aos seus pedidos por ajuda. Digam aos Anjos: “Obrigada por me darem sinais claros, os quais eu facilmente reconheço e compreendo e que guiam seguramente as minhas ações ao longo do caminho e da paz.”

9 – Vocês podem usar também um método que eu chamo: “Experimentem o seu futuro”. Ele é semelhante a dirigir um carro para testá-lo antes de comprá-lo. Isto é útil se vocês têm várias opções de escolha. Em um local tranqüilo, permitam-se imaginar que vocês escolheram a 1ª Opção. Sintam realmente esta experiência como se ela estivesse acontecendo agora. Então façam o mesmo com a 2ª e a 3ª Opções e assim por diante. Comparem como cada uma é para vocês. Embora não possam conhecer todos os fatores previsíveis, vocês podem ter uma noção das reações do seu corpo. E o seu corpo CONHECE, pois ele é uma ferramenta de adivinhação poderosamente precisa. Confiem!

10 – Se ainda precisarem de clareza, mantenham a intenção de entrar em contato com o seu Eu Superior. Então perguntem: “Qual a forma que me coloca no caminho do meu propósito de vida divino?” Confiem no primeiro pensamento que venha a sua mente. Qualquer coisa que lhes aproximem do seu propósito de vida (ainda que estejam inseguros do que isto implique exatamente), vai lhes trazer mais paz, harmonia e abundância.

Saibam que vocês merecem esta felicidade! Todos nós merecemos. Seu Criador, como qualquer pai amoroso, quer o melhor para vocês. E quando estão felizes e tranqüilos, todos nós nos beneficiamos. Afinal, a paz mundial ocorrerá quando todos estiverem em paz. Ao darem os passos para trazerem a paz a si mesmos, vocês contribuem para a paz mundial. Vocês se tornam um modelo da paz, inspirando outros a fazer a jornada também.

Que a Paz e o Amor estejam com você e os seus,

Doreen Virtue

Autoaceitação - SABEDORIA DOS ANJOS com Sharon Taphorn


Você é belo!

Veja o amor e a bondade que está interiormente e a compartilhe com os outros, pois cada um de vocês é verdadeiramente belo. Algumas vezes a vida pode ser opressiva e esquece-se que todas as coisas começam com a forma com que você se percebe. Veja-se como a bela luz que você é, como o vemos. Não através do eu físico ou mental; veja-se a partir do eu espiritual/emocional e este reflexo será um farol para que os outros se vejam sob uma nova luz.

Observe os seus pensamentos, pois estes são refletidos em sua aura. É importante apenas pensar ou se concentrar no que deseja. Seja gentil com você mesmo. Tenha expectativas razoáveis e se dê alguns elogios devidos. A fim de nutrir as qualidades que são suas, aprecie-se. Não se preocupe com o que os outros estejam fazendo ou pensando, concentre-se no que você está fazendo ou pensando. Sua recompensa será um sentimento de paz interior, carinho e amor. Veja-se como o belo filho que é parte do Criador. Ame a si mesmo como o amamos.

Afirmação: “Eu sou belo. A minha luz interior resplandece para todos verem e sentirem. Eu sou o amor.”

Você é ternamente amado e sempre apoiado,

Os Anjos
SABEDORIA DOS ANJOS com Sharon Taphorn
8 de Junho de 2011.

O PODER DE RECEBER AMOR - Arcanjo Gabriel canalizada por Shanta Gabriel


Sábado, 04 de junho de 2011

Querido,

Você está sempre recebendo Amor Divino, esteja você "sintonizado" ou não.

Imagine como o amor pode ser muito maior quando você conscientemente presta atenção no fluxo da Divindade dentro de você.

Este processo de sintonização não é difícil, mas é preciso lembretes e atenção para dar os passos necessários, quando está no meio de sua vida atarefada.

O Amor abundante aguarda a abertura da porta para a percepção consciente.

Ao conseguir desacelerar a progressão de sua vida o tempo suficiente para respirar e receber este amor, você encontrará um nível de sintonização.

Esta ação lhe trará uma sensação de proteção e bem-estar que adiciona uma dimensão de alegria à sua vida diária.

Quando você se dá um momento para receber o Amor Divino, você pode abrir sua consciência para receber a orientação que você deseja para qualquer situação de sua vida.

Um mundo mudando rapidamente pede para todas as pessoas viverem num estado elevado de consciência se elas quiserem harmonia interior.

Vocês normalmente não têm tempo disponível para longos retiros em ambientes naturais ou para estarem sozinhos.

Quando se deseja uma conexão mais forte com o espírito, ela precisa acontecer em um espaço de sintonização imediata.

Já que as frequência de energia estão se elevando no planeta, isto pode provocar transtorno no sistema nervoso enquanto o corpo se ajusta.

Vocês podem sentir como se recebem "sobrecargas" do fluxo da energia elevada em seus circuitos.

Esta sensação pode ser interpretada como ansiedade ou desejo de movimento frenético.

Podem ser exigidas importantes decisões de vida com pouca informação em curtos períodos de tempo.

Um profundo sentido da verdade centrada e de conexão com a sua orientação interior será uma importante contribuição para tirar da mente essas inquietações no meio do Desconhecido.

A Infusão do Coração

Dispensar um tempo para criar esta profunda conexão parece de grande importância neste momento.

Isto normalmente é útil para criar uma cena imaginária, um local sereno onde você possa suspender de sua mente as obrigações do momento.

Para muitos, realizar uma ação física que pode ser repetida proporcionará uma conexão que transcende a mente, o corpo e o espírito.

Realizar ambos pode liberar você para um novo estado condicionado de harmonia em pouco tempo.

Quando a mente está impaciente, levar suas mãos no coração e infundir o calor das palmas das mãos pode começar um processo conhecido na física como integração.

Espiritualmente você está sintonizando todo o seu ser com o batimento de seu coração, o que o conecta profundamente com o Amor de Deus.

Ao desacelerar suas inspirações, você começa a equilibrar seus batimentos cárdicos e sua respiração.

Este padrão ritmado de respiração começará a acalmar sua mente e a trazer uma sensação de harmonia ao seu corpo em um curto período de tempo quando ele se tornar um ritual usual.

Os Mestres têm fornecido mantras, orações ou afirmações há séculos para abrir o coração ao Amor de Deus.

Utilizar uma afirmação quando você se infunde em seu coração é oferecer a si a assistência que o leva a um estado mais centrado.

No momento, você pode somente conseguir murmurar: "Ajudem-me, Anjos."

Mesmo assim, saiba que o que você disser será suficiente, se sua intenção for receber apoio amoroso e orientação naquele momento.

Às vezes a coisa mais difícil para uma pessoa fazer é se abrir para receber e permitir que o Amor e o apoio entrem em sua vida.

Para ter equilíbrio, você precisa ser capaz tanto de dar como também de receber.

Esta é uma lei fundamental do Universo, este equilíbrio entre dar e receber.

Há legiões de Anjos esperando para ajudá-lo, mas você precisa pedir.

Você tem a Centelha Divina de Deus que o liga ao seu eu mais sagrado e eterno dentro de você.

Quando você receber este amor com total consciência, você experimentará uma tremenda mudança interior.

Isto pode levar a uma sensação de harmonia e bem-estar em seu eu.

Você saberá que é protegido e cuidado eternamente.

Está tudo aí para você se você se permitir receber ajuda.

Às vezes o apoio do Universo pode vir na forma de um amigo ou de um membro da família.

Ele normalmente acompanha uma simultaneidade importante de estar no lugar certo na hora certa.

O seu desejo de receber é a chave.

A Prática de Receber

Imagine como você se sentiria diferente se você pudesse realmente acreditar na verdade de que você é muito amado.

E se seu corpo pudesse obter essa sensação de saber disto lá no fundo do seu coração?

E se sua mente pudesse se acalmar ao saber que você está sendo guiado, protegido e cuidado eternamente?

Isto é possível com um pouco de prática.

Experimente esta ideia dispensando um momento, com frequência, para pôr suas mãos no seu coração.

O Amor de Deus consiste da Luz Divina e da inteligência pura.

Infunda esta força no seu coração com a máxima frequência possível, inicie um processo de conexão dentro de si, ative uma profunda sintonia com os Princípios Universais da Clareza e da Sabedoria.

Inspire a Clareza. Expire a confusão.

Inspire a Sabedoria. Expire a frustração.

Inspire o Amor. Expire o medo.

Inspire o apoio. Expire a sensação de estar sozinho.

Seu coração está batendo em unidade com o coração de Deus.

Receba do manancial da Graça Divina, deste espaço interior seu, e você estará recebendo orientação e amor.

Você pode ter uma sensação de estar sendo orientado para onde você precisa ir.

Você saberá intuitivamente a quem falar e sua verdade interior estará mais clara.

Através deste simples processo, você se sintoniza com um frequência superior de energia que lhe permite viver em harmonia e alinhamento com o fluxo Universal de Inteligência e da Ação Correta.

Se você precisa de palavras para se expressar, enquanto você infunde o calor de suas mãos no coração, eis aqui uma sugestão das Dimensões Angélicas:

Divina Presença, eu AGORA recebo seu amor e luz em meu coração. Obrigado por me orientar e guiar minhas ações e pensamentos. Eu estou em alinhamento com o meu Bem Maior, e eu recebo seu apoio com gratidão.

Você pode encerrar com o tradicional "Amém", ou outro "Obrigado".

Sua gratidão abre as portas para receber o Amor de Deus.

Esta Presença despertando está mais disponível do que nunca.

Seu coração tem a chave para o Amor e a Orientação que você sempre está recebendo.

Depende de você... a realização.


Shanta Gabriel
Pelo Arcanjo Gabriel
-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-
Direitos Autorais Shanta Gabriel
Estas mensagens podem ser compartilhadas, contanto que sejam usadas na íntegra e com os créditos apropriados. www.thegabrielmessages.com

Tradução: SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/
Poderá também gostar de:

domingo, 14 de outubro de 2012

Reportagens em @Veja sobre a nova 'febre' na literatura: ANJOS

Aqui as reportagens:

Na literatura, os anjos são vários, mas são todos humanos

Maria Carolina Maia

Os livros sobre anjos não são iguais. Em alguns, eles são melhores do que em outros – aqueles em que são caídos e enfrentam dilemas éticos e existenciais. Em algumas histórias, eles vivem aventuras cheias de ação e suspense. Em outras, vêm à terra conhecer ou ajudar pessoas e acabam se apaixonando. Se há algo em comum entre eles, além das asas, é com certeza o caráter humano que carregam em todas as páginas. “A febre de anjos na literatura se manifesta em livros diferentes, mas com um elemento em comum: a tendência a apresentá-los como criaturas mais próximas do ser humano do que da visão arquetípica do anjo da guarda”, diz Roberto Feih, diretor-presidente da editora Objetiva, que lançou no país, em outubro, Angeologia (456 páginas, 49,90 reais), romance construído sobre antigos mitos em que anjos são capazes de ter sexualidade e realizar atos cruéis. Para Feith, é justamente essa forma de tratar os seres de asas que faz deles personagens atraentes aos leitores. E que os transforma em best-sellers.

Confira, abaixo, alguns dos livros que alimentam o boom dos anjos no mercado editorial. (coloquei à frente dos nomes dos livros, um comentário meu, blogueira)

Halo, capa

Halo, de Alexandra Adornetto (Meu Preferido)
Série sobre três anjos que vêm à terra disfarçados de três irmãos órfãos: Gabriel, Ivy e Bethany (Beth), que é a narradora da história. Adolescente, ela passa a frequentar a escola onde Gabriel dá aula – Ivy irá trabalhar numa instituição de caridade. Lá, faz amigos e chega a tomar um porre, além de descobrir sentimentos humanos como o amor. Inexperiente, passa a se perguntar como pode se apaixonar por um mero sorriso – no caso, o do estudante Xavier, o capitão do time de futebol, que já enterrou uma namorada. Os dois vão viver um romance no estilo virginal de Sthepenie Meyer – os anjos não fazem sexo, embora sintam desejo. 
Fallen, capa
Fallen, de Lauren Kate (ainda não li)
Saga sobre Lucinda (Luce), uma garota de 17 anos que se apaixona por Daniel Grigori, um anjo caído do céu – daí o título, que em inglês significa “caído”. Luce conhece Daniel no reformatório Sword & Cross, aonde aporta após a morte do namorado em um incêndio envolto por mistérios. A atração é recíproca, mas uma série de acontecimentos, incluindo a morte da adolescente, vai obstaculizar a relação. Que, na realidade, já vem enfrentando desafios há milhares de anos: Luce e Daniel são amantes que se encontram e se desencontram vida após vida. Romantismo puro.

Sussurro, capa do livro

Hush Hush, de Becca Fitzpatrick (meu primeiro anjo, aquele que não se esquece...adoro)
Nora Grey, uma bem comportada estudante do ensino médio, se encanta pelo bad boy da escola, Patch Cipriano, que parece ter poderes mágicos: ele desponta em toda parte por onde ela passa e sabe tudo a seu respeito. Não é mágica, claro. Ele é um anjo caído que irá envolvê-la não apenas em um romance, mas também na luta eterna dos anjos versus nefilins, seres imortais nascidos da relação entre anjos e humanos. E que irá obrigá-la a uma difícil decisão, capaz de colocar em risco a sua vida.

Tempo dos Anjos, capa

Tempo dos Anjos, de Anne Rice ( na minha lista de futuras compras e leituras)
Estreia da consagrada autora de Entrevista com o Vampiro no campo dos anjos, o romance, primeiro de uma trilogia, conta a história de Toby O'Dare, um assassino de aluguel que recebe a visita de um anjo e, com ela, a oportunidade de se redimir de seus pecados. O'Dare é enviado à Inglaterra do século XIII com a tarefa de ajudar um casal de judeus acusado de matar a própria filha. A partir daí, se desenrola uma trama de suspense marcada por reflexões na linha da literatura angelical, em que bem e mal se opõem e se enfrentam e fé e razão convivem num embate.


Beijada por um Anjo, capa

Beijada por um Anjo, de Elizabeth Chandler (também gostei muito e ansiosa pelas continuações, que estou aguardando a Editora me enviar)
Embora também permeada por um romantismo das antigas, a saga tem sexo – mas um sexo feito por amor, não ditado pelo desejo carnal. Ivy e Tristan se conhecem na escola, ele é o popular do colégio e ela é a garota nova do pedaço. Campeão de natação, ele a ajuda a superar o medo que sente da água, por conta de um trauma da infância – quando criança, ela se afogou e foi salva, acredita, por um anjo. A fé de Ivy em anjos, no entanto, esmorece quando Tristan morre, porque ela pede ajuda para salvá-lo e não é atendida. Já ele, que não acreditava em anjos, se torna um. 


Livros

Depois de bruxos e vampiros, anjos devem ser a nova febre da literatura

Maria Carolina Maia

O flanco de mercado aberto por Harry Potter no Brasil, há dez anos, vem sendo dominado por personagens com características sobrenaturais, cujo poder principal é o de arregimentar leitores entre o público jovem. O nicho já foi protagonizado por bruxos, por seres mitológicos e por vampiros, os atuais mandatários do pedaço. E tudo indica que em breve será tomado por criaturas celestiais. “Os anjos são o filão do momento”, diz Gabriela Nascimento, editora de títulos juvenis da Agir/Ediouro, que acaba de lançar no Brasil a trilogia Halo, da australiana Alexandra Adornetto. 

Na última semana, com pouco mais de um mês de mercado e cerca de 20.000 exemplares comercializados, Halo (472 páginas, 39,90 reais), o livro que inaugura a série homônima, entrou para a lista dos mais vendidos de VEJA, onde agora figura Beijada por um Anjo, da Novo Conceito (leia mais abaixo). Lá, na semana passada, Halo encontrou outro best-seller do segmento: Fallen, inglês para “caído” (Record, 406 páginas, 39,90 reais), da americana Lauren Kate. Desde que foi publicado por aqui, no final de julho, o título vendeu mais de 50.000 cópias, reprisando o bom desempenho alcançado nos Estados Unidos, onde entrou para a lista de best-sellers do New York Times e teve seus direitos para o cinema comprados pela Disney. E selou de vez a aposta da robusta Record no segmento. Em outubro, a editora carioca daria partida a uma segunda série de anjos, com o lançamento de Cidade dos Ossos (462 páginas, 39,90 reais), de Cassandra Clare, famosa por seus fanfictions (derivações livres) de Harry Potter. Cidade dos Ossos, que nos EUA inspirou até uma linha de joias, teve 10.000 cópias comercializadas por aqui.
“De fato, depois da linha de Harry Potter, que une magia e fantasia, passamos pelos vampiros da Stephenie Meyer e agora há uma movimentação para o lado dos anjos”, diz Fabio Herz, diretor de marketing e relacionamento da Livraria Cultura. “Esse filão pode não atingir a força do nicho vampiresco, mas certamente vai continuar crescendo, porque há um interesse claro do público e porque o segmento dos vampiros uma hora vai saturar.” 
Se é o interesse do público quem dita os rumos do mercado, não faltam indícios de que os anjos têm um céu aberto pela frente. Sussurro (264 páginas, 29,90 reais), pontapé inicial da saga americana Hush Hush, de Becca Fitzpatrick, foi lançado em junho pela Intrínseca, a mesma editora dos hits Crepúsculo Percy Jackson, e, de acordo com a empresa, já contabiliza quase 41.000 exemplares vendidos. Sussurro foi tão bem recebido pelos leitores que sua tiragem inicial de 30.000 exemplares precisou ser repetida e agora a Intrínseca planeja uma tiragem duas vezes maior para Crescendo, o segundo título da série. O livro sai em janeiro com 60.000 cópias.
Outra saga angelical bem sucedida lá fora e importada pelo mercado nacional é Beijada por um Anjo, da americana Elizabeth Chandler, sobre um casal metade humano metade anjo. A trilogia teve seus dois primeiros livros, Uma Inesquecível História de Amor e Suspense (Novo Conceito, 263 páginas, 29,90 reais) e A Força do Amor (Novo Conceito, 263 páginas, 29,90 reais), entregues às lojas em outubro. Desde então, segundo Milla Baracchini, vice-presidente da editora Novo Conceito, de Ribeirão Preto, venderam, cada um, dezenas de milhares de exemplares. Almas Gêmeas, o último volume da série, tem lançamento previsto para 1º de dezembro. 
O poder dos anjos – A publicação de um livro não se faz do dia para a noite. Os editores estão sempre visitando feiras no Brasil e no exterior, acompanhando os lançamentos e planejando o que vão pôr no mercado com um ano de antecedência, em média. Na Novo Conceito, a revoada dos anjos vinha sendo armada desde o início de 2009. “Os anjos despontaram como tendência há mais de um ano. Na época, já havia muita coisa de vampiro, nós sentíamos que esse filão estava se esgotando. Buscando algo novo para lançar, encontramos a série da Elizabeth Chandler, que nos EUA foi lançada ainda no final dos anos 1990, e deve ganhar uma continuação em 2011”, diz Milla. “O leitor brasileiro de modo geral ainda é um jovem leitor, então, se o livro for fácil, tem boa aceitação. No caso dos anjos, contribui o fato de eles não serem tão diferentes dos vampiros, que estão em alta: são personagens com poderes especiais, vivendo histórias de amor.”
Para Gabriela Nascimento, da Ediouro, (nossa querida Gabi, da Agito Livros) além de envolvidos em histórias românticas, os anjos estão imersos em crises que permitem ao leitor, ainda mais adolescente, se identificar com eles. “Os anjos atraem pela dicotomia entre o bem e o mal, especialmente os caídos, que fazem bobagens e enfrentam dilemas. Na adolescência, os questionamentos éticos são mais acentuados e a identificação é maior com esses personagens de dois lados, que precisam escolher entre agir bem ou mal, assim como o vampiro bonzinho de Crepúsculo deseja, mas tem pudor de morder a amada.” 
O tipo de discussão presente nesses livros, diz Gabriela, é capaz de atrair leitores do campo da autoajuda. “Há uma migração clara de um segmento para o outro”, conta. Não se trata, portanto, de uma literatura apenas para adolescentes. "Leitores de até 30 anos, e às vezes de mais idade, também podem se interessar.”
Livros seriados - Outro sintoma da febre dos anjos foi a distribuição pela Rocco, na última semana, dos primeiros 15.000 exemplares brasileiros de Tempo dos Anjos (288 páginas, 34,50 reais). O livro abre uma trilogia angelical da veterana Anne Rice, mais conhecida por seu envolvimento com a literatura vampiresca – em especial, pelo já clássico Entrevista com o Vampiro. A chegada de Rice ao pedaço coroa a sua ascensão. E mostra que o formato de série lançado e consagrado por J. K. Rowling e seu Harry Potter continua ditando os lançamentos para o público jovem. 
De fato, apesar da mudança dos protagonistas dos livros, que agora têm asas em vez de dentes afiados ou varas de condão, a estrutura geral é semelhante. São séries de universos fantásticos dotados de verossimilhança interna e profundidade psicológica. “Harry Potter teve o mérito incontestável de ter feito as editoras no mundo inteiro olharem para o público jovem e de ter criado espaço para livros seriados”, diz Jorge Oakim, editor da Intrínseca. “A saga mostrou que livro para jovem não precisa ser simples, de menos de 200 páginas e personagens ralos. O importante é que seja um livro capaz de agradar. Se o leitor jovem gosta de um livro, ele não para mais de ler.”
Leia também:
Anjos renovam os romances sobrenaturais, dizem autoras de Fallen e Sussurro


E ainda está para ser lançado pela Universo dos Livros: Covet  de J. R. Ward ...este é sobre anjo caído...

Além destes títulos que são 'febre' mundial...ainda temos nossos nacionais:

Diário de um anjo - Mandy Porto
O Vale dos Anjos - Leandro Schulai
Arelli - A história de um anjo - Nessie Arelli
A Batalha do Apocalipse - Eduardo Spohr que ainda não li, mas vou ler em breve
 
 FONTE:http://www.fotoselivros.com.br/2010/11/reportagens-em-veja-sobre-nova-febre-na.html

Post especial sobre Anjos @Angelologia é pop...


Eu já fiz um post anterior falando sobre os livros de Anjo que estão nas livrarias.

Até a Revista Veja trouxe estes seres lindos em sua capa esta semana.

Na Revista eles dizem que: "A função primeira dos anjos é a de portar mensagens divinas. Malach, a palavra hebraica para "anjo", quer dizer "mensageiro" - e o mesmo vale para o grego angelos, do qual se origina "anjo" em português."






Já li alguns dos livros sobre Anjos que estão aí...e estou gostando muito destes 'mensageiros' que estão por aí...já li:
Sussurro (meu primeiro anjo), será lançado em breve sua continuação Crescendo;
Covet - que a Editora Universo dos Livros vai lançar em 2011, assim como sua 'continuação' Crave que ainda não li...ambos de J. R. Ward que é uma autora maravilhosa...
Diário de um Anjo - nacional da autora nacional Mandy Porto;
Halo - meu preferido até agora...
O Vale dos Anjos - outro livro nacional, muito bom... de Leandro Schulai;
Beijada por um Anjo - uma trilogia deliciosa...já li os dois primeiros (Beijada por um anjo e A Força do Amor) e estou aguardando ansiosamente pelo terceiro "Alma Gêmea";
Arelli - Quebrando as regras - o melhor dos nacionais sobre anjos que li, que será relançado pela Editora Arielli em breve.


Alguns outros já estão aqui para eu ler...
- Strange Angels
- Tempo dos Anjos


Mas hoje vou falar um pouco sobre Anjos e sobre outro livro que já estou de olho e pretendo ler em breve: Angelologia de Danielle Trussoni, que a Editora Suma das Letras está lançando no Brasil.

Edição do Livro: Angelologia

Título: Angelologia
Subtítulo: O Conhecimento dos Anjos
Edição: 1
ISBN: 9788560280643
Editora: Suma de Letras
Ano: 2010
Páginas: 456
Sinopse: 
No romance de estreia de Danielle Trussoni, best-seller do New York Times, anjos também vivem na Terra e escondem suas asas para não levantar suspeitas. No entanto, sua perfeição imaculada se desfaz quando se apaixonam pelos humanos, seres inferiores. Os descendentes dessa união, os chamados Nefilins, são criaturas híbridas que desejam dominar a humanidade semeando o medo, provocando guerras e se infiltrando nas mais poderosas e influentes famílias da história. "Os Nefilins do meu livro são totalmente modernos. Os Nefilins originais, mencionados como 'gigantes' no livro de Gênesis, foram a inspiração para as criaturas que eu imaginava. Eu queria inverter a ideia típica dos anjos enquanto seres exclusivamente responsáveis por atos beneficentes. Queria mostrar o seu lado obscuro, explorar a capacidade de sedução que sua imagem exerce sobre as pessoas e, com isso, criar uma perspectiva aterrorizante", explica Trussoni. Com uma narrativa complexa e inteligente, Angelologia - O Conhecimento dos Anjos consegue fundir elementos bíblicos, míticos e históricos e envolver o leitor da primeira à última página. Mas a autora conta que quando começou a escrever o livro não estava especificamente interessada na história dos anjos: "Na verdade, eu não estava nada interessada neles. Tudo que eu sabia é que queria escrever algo que se passasse em um convento, e então decidi que deveria me hospedar em algum deles durante um tempo. Foi nesse período de estadia que me deparei com uma coleção imensa de livros sobre anjos. Depois que comecei a ler, tive a nítida certeza de que os anjos são elementos onipresentes em nossa cultura." No livro, a irmã Evangeline era apenas uma menina quando seu pai a entregou à ordem das Irmãs Franciscanas da Perpétua Adoração, ocupantes do Convento de Santa Rosa, em Nova York. Agora, aos 23 anos, ela se vê subitamente jogada no centro de uma batalha pelo poder na Terra que já se estende por milênios. Os protagonistas desse confronto são os Nefilins e a reclusa Sociedade Angelológica, que, com seus conhecimentos ancestrais, parece ser a única capaz de detê-los. Quando Evangeline se envolve no conflito, sua vida é colocada em risco e o apocalipse parece estar próximo. Dos corredores austeros do convento à opulência da Quinta Avenida, de um cemitério em Montparnasse às montanhas da Bulgária, Angelologia - O Conhecimento dos Anjos é uma viagem pelos locais resguardados onde a História da relação entre os seres humanos e os anjos foi mantida a sete chaves.






































Assista ao booktrailer:



Este livro é sobre (pelo que entendi) os Nefilins, filhos de anjos caídos com humanas...estes seres são maus...


Naqueles dias havia Nefilins na terra, e também posteriormente, quando os filhos de Deus possuíram as filhas dos homens e elas lhes deram filhos. Eles foram os heróis do passado, homens famosos.


O Senhor viu que a perversidade do homem tinha aumentado na terra e que toda a inclinação dos pensamentos do seu coração era sempre e somente para o mal. 6Então o Senhor arrependeu-se de ter feito o homem sobre a terra; e isso cortou-lhe o coração.”


Gênesis 6:4-6

Na Revista Veja...temos a hierarquia:
Serafins, Querubins, Tronos, Dominações, Virtudes, Potestades, Principados, Arcanjos e Anjos...

Transcrevo agora trecho da reportagem especial de VEJA:
"O livros sobre anjos que Vêm frequentando listas de mais vendido em geral apresentam criaturas sobrenaturalmente bonitas e melosamente românticas.  Na trilogia Beijada por um Anjo (Novo Conceito), uma menina perde seu namorado em um acidente - e, claro, ele retorna na forma de um anjo. "O relacionamento entre seres humanos e anjos é ótimo para um romance, pois existe um abismo natural entre as duas partes. Essa impossibilidade eleva o desejo dos personagens a proporções épicas", disse a VEJA a autora Mary Claire Helldorfer, que assina com o pseudônimo de Elizabeth Chandler. Ou seja: a diferença entre anjos e seres humanos está a serviço de uma versão diluída de Romeu e Julieta. Na nova sagra de livros angélicos, o triller Angelologia (Objetiva) constitui uma exceção: os anjos que figuram no enredo escondem suas asas para conviver entre os humanos sem levantar suspeitas - e são perversos. Para criar esses vilões, a americana Danielle Trussoni inspirou-se nos gigantes monstruosos referidos no críptico capítulo 6 do Gênesis (no qual, no entanto, não se fala explicitamente em anjos). "Eu queria inverter a ideia típica dos anjos como seres capazes apenas de atos de bondade. Queria mostrar seu lado obscuro, explorar a sedução que sua imagem exerce sobre as pessoas e, com isso, criar uma perspectiva aterrorizante", diz Trussoni."
Achei interessante a reportagem da VEJA, apesar de sentir um certo preconceito em relação aos romances ('melosamente românticas')...acho que devemos ler os livros.


Na série Succubus de uma de minhas autoras preferidas Richelle Mead, também tem menção aos Nefilins e cita o Capítulo 6 do Gênesis...está série...está sendo lançada no Brasil pela Editora Planeta, o primeiro livro é 'A Canção do Súcubo'...não é especificamente sobre anjos,  mas tem Anjos, Anjos Caídos,  Nefilins, humanos, vampiros, e demônios...uma das minhas séries preferidas.


FONTE: FOTOS E LIVROS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...